Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘reflexões’ Category

A pequena experiência como professor de Jornalismo, já me permite fazer algumas observações interessantes. Por exemplo: os alunos não encontram nenhuma dificuldade em identificar os formatos nos quais o jornalismo opiniativo se apresenta nos diversos media. Coluna, editorial e charge são as formas de apresentação mais lembradas, justamente por serem as mais comumente encontrada nos veículos. Com outros gêneros jornalísticos, o resultado é o mesmo: aos poucos os formatos vão sendo citados. 

A facilidade pode ser explicada pelo alto grau de padronização da atividade, pelo suposto imediatismo empírico da questão, mas também se deve ao fato de haver uma boa oferta de bibliografia da área que centra os estudos da atividade jornalística nos diversos gêneros nos quais o Jornalismo se faz ver.

Até os currículos dos cursos de graduação se organizam, em grande parte, a partir dessas classificações; dividem as disciplinas numa lógica mediocêntrica: rádio, jornal, TV e Internet. A base dessa separação é a ideia de que há, nos produtos jornalísticos, uma lógica de identidade e diferença.

Já disse que a diferença é facilmente vizualizada por todos. O que boa parte dos alunos têm mais dificuldades em determinar, num primeiro momento, é justamente o seu contrário: a identidade. Aquilo que faz com que jornalismo de rádio, de jornal, digital, cultural, econômico, informativo, opinativo ou qualquer outra predicação, seja algo de mesmo, e, por isso, continue sendo chamado de Jornalismo.

Minha pesquisa de mestrado procurou algumas respostas, mas não quero ficar ‘falando’ sozinho. Alguém aí se arrisca?

Anúncios

Read Full Post »